~ Ficha de Legado - Gregory S. Heidi ~

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

~ Ficha de Legado - Gregory S. Heidi ~

Mensagem por Gregory S. Heidi em Dom Jan 27, 2013 7:05 pm



Ω Ficha - Semideus Ω

Nome Completo do Personagem: Gregory Sean Heidi
Nacionalidade & Naturalidade: Washington, EUA.
Idade e Data de Nascimento: 08/02/1995, 17 anos.
Sexo: Masculino
Orientação Sexual: Bissexual.
Características Físicas: Estatura mediana, cabelos negros e lisos, olhos azuis vivos, pele levemente bronzeada, labios avermelhados, musculos bem definidos.
Características Psicológicas: Um semideus adolescente como outro qualquer, que ta sempre metido em algum tipo de encrenca. Principalmente se esta for relaionada a algum de seus relacionamentos. Um jovem calmo, que evita ao máximo brigas e discussões, entretanto, quando alguém discorda de sua opinião, este corre atrás para mostrar que está correto, não admitindo nunca estar errado.
Sangue:Romano.
Filiação Joseph P. Heidi (Pai - semideus filho de Eros.)
Irmãos ----
Sobre eles: Seu pai é modelo de uma agência famosa e vive viajando pelo mundo em desfiles, mas possui uma residência no nome do garoto em New York.
Parente Olimpiano: Proserpina
Descendência: Terceira Geração Olimpiana.




Historia do Personagem
.


“Click – Bip”

- 19 de Janeiro de 2010, data em que ganhei este gravador com o objetivo de utilizá-lo como um diário verbal. Para caso, algum dia, eu morra – o que não é difícil – os que estiverem escutando isso, saiba a minha história. Tudo começou quando o meu pai conheceu a minha mãe. Ele estava em uma de suas viagens a trabalho, na América, quando conheceu ela. Ela estava sentada em um banco de pedra, no meio de um jardim de belas flores que, segundo meu pai, pareciam estarem viradas para a moça. Ela estava usando um belo vestido branco de costas nuas , seus cabelos negros caiam em seus ombros e seus lindos olhos acastanhado fixaram-se no homem que estava a observá-la. Meu pai sabia que ela não era uma mulher qualquer. – Pausa para um soluço. – Ah é, quase esqueci, meu pai é filho de um deus com uma mortal. De quem ele é filho? Ele nunca me disse de verdade, mas eu presumo que seja de Cupido, já que dizem que só de olhar para o rosto do deus você se apaixonava, digamos que com o meu pai era a mesma coisa. Enfim, então ele sabia que ela não era uma mortal, mas sim uma deusa. Os dois ficaram conversando até tarde naquele dia e continuaram se encontrando, ou melhor, namorando, durante toda a estadia do meu pai no lugar. Até que duas semanas depois, meu pai teve que partir, pediu para que minha mãe fosse com ele, ela disse que não podia mas que em breve o encontraria. Por algum motivo, meu pai já tinha entendido o que ela queria dizer. EEEEEEEITA!

“Click – Bip”

- 22 de Janeiro de 2010, na última gravação eu fui interrompido, estava no banheiro de uma lanchonete fazendo-a quando um monstro de um olho me encontrou e eu tive que sair correndo. Finalmente encontrei um abrigo aqui nas cavernas. Continuando, tempos depois aquela bela deusa apareceu na porta de meu pai, ele estava em época de férias. O homem só faltou se jogar aos braços dela, mas com ela estava um bebê, fruto de seu relacionamento. Meu pai não se espantou nem um pouco, já que ele também era um semideus, o único problema foi que bastou ele virar as costas com o bebê – eu – nos braços, para a mulher desaparecer completamente de sua vida. Ele sabia que deuses não podiam passar muito tempo na terra, mas queria que pudesse ficar com aquela mulher. Desde então ele vem cuidando de mim sozinho, se bem que de três em três meses ele trocava de namorada e elas sempre me babavam, me chamando de fofo. Acredite, era horrível ficarem apertando suas bochechas constantemente, principalmente quando você é obrigado a se vestir de coelhinho azul na páscoa.Mas isso não vem ao caso, precisamos esconder os fatos vergonhosos. Desde cedo eu sabia quem eu era, ou melhor, o que eu era. Minha mãe? Proserpina, deusa das flores, uma das mais belas deusas. E pelo numero de pessoas com quem já me relacionei, acredito que eu tenha herdado tal beleza dela. Já que bastava eu chegar perto da pessoa que conseguia rapidamente um beijo dela, ou dele. Que nem no dia que.... AI MEU DEUS!! TEM UM LOBO AQUI ME ENCARANDO!! Bip.



Chegada ao Acampamento
.


Meses se passaram até que o treinamento com Lupa estivesse acabado. O que na verdade eu tinha achado que era um treinamento, mas que segundo ela, era um teste na verdade. Eu não tinha entendido para quê, até que ela explicou como chegar no meu próximo destino, o Acampamento Júpiter. Ela tinha me dito que lá eu estaria protegido destes monstros que veem me atacando. Desde que meu pai viajou, os monstros me atacam com mais frequência, talvez por eu ser um alvo fácil sem ele para me proteger. Eu só teria que encontrar um túnel em San Francisco.

Peguei um taxi e pedi para que me deixasse no lugar indicado. A viagem até lá não durou mais que uma hora e meia. Paramos no sinal em uma esquina quando eu comecei a tatear os bolsos da jaqueta, eu estava sem dinheiro para pagar ao motorista, e parece que ele havia percebido isso, pois estava me encarando de cara feia pelo retrovisor. Eu não tinha opção se não fugir, levei a mão até a maçaneta do carro, mas o homem tinha sido mais rápido e travou as portas para que eu não pudesse sair.

- Eu espero que até chegarmos ao local você esteja com o dinheiro na mão rapaz, porque se não seus pais não ficarão muito felizes em terem um filho desaparecido.

Ok, eu estava ferrado, mordi o lábio inferior e comecei a retirar as coisas do meu bolso, um papel amassado, um pacote de pastilha extra forte, um cartão telefônico, mas nada, nada de dinheiro. Olhei para o lado ao perceber que tínhamos estacionado, estávamos em frente ao Túnel que Lupa tinha me dito e o homem esticou a mão pedindo o dinheiro. Bufei de lado, eu teria que usar minha arma secreta, o único problema era que ele não era de lá um dos caras mais bonitos que já vi. Coloquei minha mão em cima da dele as levei para o seu colo.

Aproximei-me do banco do motorista, repousando a cabeça por cima de seu ombro e com a boca próxima ao seu ouvido. Soltei a sua mão e levei a minha até o primeiro botão de sua camisa, desabotoando-a e enfiando a mão lá dentro. Deslizei a mão aberta por todo o seu peitoral e em seguida, pelo seu abdômen. Pelo menos parecia que o seu corpo era bem dividido. Falava baixinho próximo ao ouvido dele.

- Sabe, você poderia esquecer o preço da corrida só por hoje, ou se quiser, posso pagá-lo de outra forma. – Dei uma leve mordida em sua orelha ao terminar a frase.

Olhei para o retrovisor, para observar o cara, seus olhos estavam fechados e sua cabeça levemente inclinada para trás. Ótimo, eu tinha conseguido o que queria. Sorri de lado e passei as unhas em seu abdômen, de baixo para cima, o que fez o homem abrir um pouco a sua boa e inclina a cabeça para trás. Levei a outra mão até sua camisa e a puxei com força, abrindo todos os botões e deixando seu tronco desnudo. Não demorou muito até que o veículo começou a balançar um pouco e por sorte, ninguém passava pelo local.


Depois de um tempo, saí de dentro do carro ajeitando o cabelo que estava levemente bagunçado e vestindo a camisa que estava em meu ombro junto com a jaqueta. Comecei a caminhar em direção ao túnel, até ficar fora de vista de qualquer pessoa, principalmente do motorista safado que ainda recuperava seu fôlego dentro do carro.



Poderes dos Legados
.

{Level 01} Beleza Lasciva – Cupido era um dos deuses mais belos e segundo dizem, bastava olhar para ele que a pessoa se apaixonava. Seu herdeiro possui tal beleza, chamando a atenção por onde passa e facilitando na hora da sedução.
{Level 02} Habilidade com Arco I - Sabe usar um arco perfeitamente, é a melhor arma que cai em suas mãos. A mira é boa, podendo conter erros por não ser tão treinada assim.
{Level 03} Asas - Possui asas brancas que crescem nas costas e se retraem ao comando.
{Level 05} Habilidade com Arco II - O uso do arco é indiscutivelmente a melhor escolha. Usa perfeitamente, sabe atirar com duas flechas de uma vez e a mira é excelente, raramente errando.
{Level 07} Empatia – É capaz de sentir o que as outras pessoas, próximas a ele, estão sentindo.
{Level 10} Habilidade com Voo - Consegue voar muito melhor no ar, podendo fazer acrobacias e movimentos difíceis.
{Level 11} Hedonismo - É a habilidade de sedução e prazer, sendo proporcionados ao toque e palavras aumentando o “tesão”, a paixão, o amor sentido e coisas similares. Algumas pessoas podem possuir certa resistência, porém com um pouco de insistência essa resistência vai cedendo.
{Level 13} Flecha do Amor – Consegue materializar uma flecha no arco contendo o amor puro, pode fazer duas pessoas se apaixonarem perdidamente ou ferir o inimigo com a mais dor psíquica de um amor partido, fazendo-o sentir todo o lado ruim do amor.

PS: Como o limite são 20 poderes, os outros serão adicionados aos poucos, peço paciencia pois ao chegar no Lv 15 o personagem descobrirá seus novos poderes e serão postados aqui.




avatar
Gregory S. Heidi

Mensagens : 2
Data de inscrição : 20/11/2012

Ficha Olimpiana
HP::
100/100  (100/100)
MP::
100/100  (100/100)
Arsenal::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ~ Ficha de Legado - Gregory S. Heidi ~

Mensagem por Juno em Dom Jan 27, 2013 8:09 pm

Ficha Aprovada
avatar
Juno
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 186
Data de inscrição : 09/09/2012
Idade : 20

Ficha Olimpiana
HP::
10000/10000  (10000/10000)
MP::
10000/10000  (10000/10000)
Arsenal::

Ver perfil do usuário http://the-olympiansworld.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum