[FP] Amy Mitchell

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Amy Mitchell

Mensagem por Amy Mitchell em Sab Dez 21, 2013 11:16 am



Ω  Ficha - Semideus  Ω

Nome Completo do Personagem: Amy Mitchell.
Nacionalidade & Naturalidade: Nascida e crescida no interior da Inglaterra.
Idade e Data de Nascimento: 17 anos, 01/08/1996.
Sexo: Feminino.
Orientação Sexual: Heterossexual.
Características Físicas: Longos cabelos negros com um liso desgrenhado, pele gélida com um aspecto branco/pálido, grandes olhos azuis, penetrantes e um tanto travessos. Corpo esguio, mas não exageradamente magro, possui cintura fina que contrasta com o quadril mais largo, seios médios, cerca de 1,68 de altura.
Características Psicológicas: Uma pessoa com personalidade explosiva, mas que é contida diariamente; Amy nunca abre mão de dar sua opinião e sempre tem uma perceptiva diferente de tudo. Na vida cotidiana prefere se divertir com amigos em uma ocasião mais casual do que uma grande festa. Nunca fora expulsa de nenhuma escola (várias conversas com o diretor, mas nada demais), sempre lutou contra o déficit de atenção e acabou o estudo com notas razoáveis. Continua a vida como sempre viveu, usando o sarcasmo como mode de defesa e tentando se manter em alguma confusão.
Sangue: Grego.
Filiação Maggie Schutzz (tia).
Irmãos Izaac Mitchell.
Sobre eles: Maggie vem cuidando de Amy e Izaac desde que sua mãe enlouqueceu e seu mudou para um hospício. A mulher fez seu melhor para os sobrinhos, mas não pode evitar de que Izaac crescesse muito rápido e se envolvesse com drogas, o mesmo com 19 anos enquanto se drogava com alguns amigos sofreu um ataque e acabou falecendo de overdose, (apenas Amy tem sangue grego, Izaac é filho de um pai desconhecido).
Parente Olimpiano: Hermes.



Historia do Personagem
.

A noite era sempre a parte preferida de Amy, enquanto encarava o céu escuro e livre de estrelas a garota se perdia em pensamentos, muitos podem pensar que isso é loucura, mas esse momento "depressivo" de Amy era muito mais para eliminar o stress do que tudo. Os olhos da garota pousaram na rua lateral, uma mulher carregava uma garotinha de cerca de 3 anos de idade e colocava um grande gorro na cabeça da garota, Amy sorriu e se levantou do batente da janela indo em direção a sua estante erguendo pela decima vez o retrato de sua mãe; com tudo o que aconteceu e vem acontecendo, Amy de tempos em tempos ficam um tanto frustada com sua vida, isso acaba desencadeando alguns breves ataques de fúria, Maggie não se intromete mais, apenas se senta e espera que toda aquela raiva se esvaia da sobrinha, assim a chamando para mais uma das conversas de "como controlar sua raiva". Enfim, a garota tomou um banho demorado e desceu as escadas com o animo na casa do zero, sua tia sorriu e apontou para a cadeira ao seu lado; ambas jantaram e tentaram manter a conversa longe do foco de sempre, Izaac, de qualquer modo fora mais fácil do que parecia, Amy estava de bom humor.
_Acha que quando suas férias chegaram nós... Nós podemos passar ferias bem longe daqui.- sua tia a olhou desconfiada - Talvez nos Estados Unidos, ou algo assim.
_Você está falando sério, Ams? - ela perguntou com um sorriso no rosto - Faz anos que tento te tirar de casa e agora você quer ir para a América?
_Bom, também acho que está na hora de seguir em frente. - a garota finalizou lentando-se da mesa e colocando o prato na pia, deixando sua tia com um sorriso esperançoso no rosto e muitas idéias na mente.

3 MESES DEPOIS
_Arrume suas malas, querida. Estamos indo para o Méxxxxico! - a mulher exclamou fazendo com que Amy rolasse os olhos.
_Tia, mal saímos da Europa e você quer ir ao México? Estados Unidos! - ela lembrou enquanto fechava a mala e empurrava para a porta.
_Certa, E.U.A então...


"Senhores passageiros por favor colocar o cinto de segurança, o avião está decolando"
A garota sorriu para a tia que devolveu o sorriso, a mesma encarou o teto engolindo em seco; a última vez que passou pelo Estados Unidos as coisas não foram muito boas.
_Você já viajou para lá com minha mãe, não é? - Amy disse como se lesse os pesamentos de Maggie.
_Hm... Sim. Foi a muito tempo. - a mulher olhou com carinho para a sobrinha enquanto se lembrava de sua irmã com a menina ainda recém-nascida dos braços, Izaac com 2 anos ao seu lado e a mulher tentando incessavelmente achar seu ex-namorado, também conhecido para Amy como "pai".

Já nas ruas coloridas e Nova York

_Talvez nós precisemos convesar, Ams... - a mulher concluiu se dando por vencida.
_Sim?
_Bom, não é atoa que venho tentando te trazer aqui a tanto tempo... Você talvez queria saber sobre seu pai e...
_Não mesmo. - ela interrompeu a tia e saiu andando na calçada - Eu já quis, e muito, mas agora não faz tanta diferença, Maggie.
_Só escute, por favor. Você já está grande o suficiente e precisa saber antes que seja tarde demais. - Amy paralisou onde estava, fechou os olhos com força e se voltou a tia.
_Eu sei. - ela declarou por fim.
_O que? - saiu como um sussurro na boca da mulher.
_Minha mãe antes de enlouquecer completamente e... Você sabe. Ela vinha me dizendo coisas estranha relacionadas com coisas da antiguidade e no final das contas, na última vez que fui visita-la ela apenas disse, "Acampamento Meio-Sangue", é por isso que estamos aqui... Certo? - os olhos da garota se enxeram de lágrimas - Eu suponho o que vá acontecer, talvez você possa ficar por perto e me visitar e...
_Bom... Se você sabe o que é, sabe que eu preciso ficar longe.
_Não! - ela implorou com um sussurro e sentindo seu coração coberto de gelo derreter - Eu não posso ficar sozinha novamente!
_E não vai...

Chegada ao Acampamento
.

"Quíron". A garota pensou nas indicações de sua tia enquanto caminhava com dificuldade por entre as árvore, "você vai estar a salvo", talvez nada mais seja realmente "seguro", talvez a ideia de um mundo normal e perfeito que todos vivem é uma mentira, o que não é novidade para Amy.
_Hey, pessoa as 9 horas! - Amy ouviu alguém gritando e caminhou mais rápido em direção a voz, ao ver uma garota com blusa laranja e um arco em mãos ela ergueu os braços em sinal de rendição - Se identifique!
_Eu... Eu pertenço a este lugar. - ela disse em dúvida e apontou para dentro da fronteira.
_Certo, espere um minuto. - a garota se comunicou com um garoto grande e corpulento ao seu lado que correu para dentro do lugar, algum tempo depois voltando com um homem metade cavalo.
_Entre, criança. - aquilo era um teste? Amy deu alguns passos a frente e sentiu penetrando algo invisível, porém físico, depois encarou o estranho homem e recuou quando o mesmo tentou tocar em seu ombro - Não se preocupe, semi-deusa, vai ficar tudo bem, sou Quíron. - TOUCHÉ! Bom, quando Maggie disse que ele ajudaria ela não materializou um centauro em sua mente, mas era melhor do que nada.

O lugar era um tanto interessante, todo verde e alá "paisagismo", Amy nunca havia visto tantos adolescentes juntos, a não ser fazendo coisas ilícitas, aquilo parecia um reformatório alegre.

_De onde você é, criança? - o grande cavalo-homem ou homem-cavalo questionou.
_Inglaterra. - ela respondeu ganhando um sorriso.
_Sabe, alguns deuses preferem as europeias. - um homem pequeno e gorduxinho apareceu em sua frente dando opinião, antes que Amy pudesse dizer algo e Quíron o repreender ele continuou - Então, onde devemos te colocar?
_Dionísio de um tempo a ela. Vamos para o refeitório. - ao se aproximarem do tal refeitório, Amy ficou em plena dúvida do que fazer, todos os que estavam sentados pareciam saber onde iam, cada um para seu grupo e por incrível que parecia cada mesa tinha uma semelhança, todos loiros, ou todos quietos demais, coisas assim. - Sirva-se. - o centauro informou e a garota pegou um pouco de comida. Amy notou que todos que pegavam algo para comer iam para um fogueira e despejavam algo na mesma, ela olhou para Quíron que assentiu. E lá estava a garota fitando a fogueira sem saber o que falar, limpou a garganta e jogou um pedaço da carne. Apesar de saber que deveria estar ali a muito tempo e que estava ligado ao seu pai, Ams não conseguia entender exatamente do que se tratava, sua mãe havia transado com alguém importante da antiguidade? Um deus? Por que sinceramente ela nunca teve nada de cristã, talvez isso chame a atenção de deuses greco-romanos, certo?
_A... Ao meu pai. - ela disse a palavra com frieza - Seja lá quem ele for. - quando a garota voltava para a mesa do diretor várias pessoas a encarava com um meio sorriso no rosto, a mesa com crianças felizes e um tanto estranhos abriu espaço, um dos garotos mais velhos sorriu e acenou.
_Sente-se, irmã. - Amy levantou o rosto e viu algo brilhando em sua cabeça, agora estava mais estanho de antes, se isso é possível.

_Hermes, meu pai é Hermes... - ela disse para si mesma, passou a mão pelo rosto e encarou as pessoas que andavam alegremente pelo chalé.






avatar
Amy Mitchell

Mensagens : 24
Data de inscrição : 20/12/2013

Ficha Olimpiana
HP::
100/100  (100/100)
MP::
100/100  (100/100)
Arsenal::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Amy Mitchell

Mensagem por Juno em Sab Dez 21, 2013 11:46 am

Ficha Aprovada, Seja Bem Vinda!
Otima ficha querida, bom jogo!
avatar
Juno
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 186
Data de inscrição : 09/09/2012
Idade : 20

Ficha Olimpiana
HP::
10000/10000  (10000/10000)
MP::
10000/10000  (10000/10000)
Arsenal::

Ver perfil do usuário http://the-olympiansworld.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum