Ficha de Aleksander Stepankovitch

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Aleksander Stepankovitch

Mensagem por Aleksander Stepankovitch em Qua Jan 08, 2014 5:42 pm



Ω  Ficha - Semideus  Ω

Nome Completo do Personagem: Aleksander Stepankovitch.
Nacionalidade & Naturalidade: Russa, Vladivostok.
Idade e Data de Nascimento: 17 Anos, 28 de Maio de 1996.
Sexo: Masculino.
Orientação Sexual: Heterossexual.
Características Físicas: Aleksander, por conta de sempre trabalhar no ambiente rural, possui músculos muito bem definidos em seu corpo de pele caucasiana, possuindo 1,90m e 89Kg, seus cabelos castanhos mantêm-se sempre desgrenhados, e possui olhos verdes penetrantes, olhos os quais não escondem a verdade de suas palavras.
Características Psicológicas: Aleksander já teve seu tempo de sentir raiva dos pais, porém agora, mantêm isso como algo que não é bom para si mesmo, apesar de demonstrar seriedade, Alek, como chamado pelos próximos, é calmo e compreensivo, justo com todos, e sempre disposto a ajudar, caso o pedido esteja á seu alcance, possui uma grande percepção e intelecto, tendo a natureza como uma extensão de si.
Sangue: Romano.
Filiação Anastácia Stepankovitch (Tia), Dmitri Stepankovitch (Pai).
Sobre eles: A Tia é Viva, e cuida de um rancho da zona rural de Dallas no Texas, enquanto o pai vive na Rússia como executivo.
Parente Olimpiano: Deméter (Ceres).



Historia do Personagem
.

Bom, pelo que minha tia Anastásia me contou, eu nasci na Rússia, mas por conta de meu pai ter de cuidar de mim sozinho, e minha mãe ter o abandonado, ele me trouxe para Dallas ainda bebê, e resolveu deixar-me com minha Tia, já que, mesmo sendo pai, não teria condições suficientes para me criar.

Minha infância foi difícil, realmente sentia-me muito angustiado pela falta de um pai e uma mãe, minha tia Anastácia tentava compensar um pouco, mas realmente isso era algo com que eu teria de lidar sozinho, e tive de fato, pouco a pouco, os anos se passavam, e mais eu me acostumava aquela vida num Rancho na área rural de Texas.

Era engraçado ter um sotaque russo-texano, eu não gostava muito, mas era chamado na escola como o rei do Trava-Língua Caipira, bom, eu sempre revidei com algumas falas na escola, e tudo continuava bem, porém, ao começar a frequentar a Escola Secundária, algumas coisas incomuns começaram a acontecer.

Ler era algo muito difícil de fazer, diziam que tinha déficit de atenção e coisas do tipo, sentar e assistir uma aula era tarefa impossível, eu queria movimentar-me, mexer na terra, plantar, colher, e por sorte no Rancho Stepankovitch o qual vivia, tinha muito trabalho pra fazer em nossas diversas plantações, trigo, soja, milho, entre outras.

Estava triste naquele dia, minhas notas estavam ruins, o que resultaria um muitas punições da tia Anastácia, a lembrança da falta de meus pais me assombrava novamente, e observando o milharal á minha frente, comecei a notar que entre meu nervosismo, o milharal começava a atingir um tamanho fora do normal, por influência minha! Mas não era só essa surpresa que estava por vir, ao longe, percebi um único olho vermelho aproximando-se, era um ciclope, que pelos feixes de água em seu corpo, percebi que havia saído das águas, assim comecei a correr rapidamente rumo á casa principal do ranho, porém o ciclope vinha á passos largos, e dessa forma, já estava próximo o suficiente, ao fechar os olhos esperando o pior, ouvi um grito esganiçado, e ao abrir os olhos levemente, percebi que galhos de árvore e cipós enrolavam-se em torno do mesmo, por um momento apenas observava o que fizera, mas minha atenção voltou-se no momento em que Anastácia chamou-me a casa, e rapidamente começou a fazer minhas malas.

- Por que faz minhas malas tia? - Perguntei atônito, estava assustado, meu corpo suava frio.

- Suponho que seu pai Dmitri sabia de seu destino desde o dia em que nasceu Aleksander, você é um Semideus, e precisa sair daqui imediatamente, Dallas não é um lugar seguro, mas sei de um lugar melhor pra você... - Assim ela fechou a bagagem e me puxou rumo á sua caminhonete Chevrolet, enquanto meus pensamentos relembravam-me das aulas de história, ''eu Semideus? Filho de um humano e uma Deusa?'', aquilo martelava em minha mente como se fosse impossível, mas o que vi no milharal, realmente era verdade, e isso justificava o que eu realmente era.


Chegada ao Acampamento
.

Eu ainda não havia ordenado as ideias em minha mente no momento em que descemos do Chevrolet de minha tia, e partimos rapidamente para dentro do aeroporto de Houston.

Estávamos na Classe econômica de um Air Bus qualquer, dividíamos o banco triplo com uma mulher hippie, era engraçada, porém roncava em excesso enquanto dormia, o barulho de pessoas falando - e principalmente roncando - era algo que daria a oportunidade de perguntar algo que não iria se calar tão fácil - E de que Deusa eu seria filho Tia?

- Disso eu não sei, mas quando chegar lo local determinado poderá saber... - Suas palavras pareciam duras, aquele era um dia que minha Tia temia e muito, e resolvendo não perturbá-la mais, tombei a cabeça pro lado e adormeci.

No momento que que despertei já estávamos aterrizando no Aeroporto de São Francisco, realmente nunca havia visitado a cidade, porém pelos motivos pelo qual estava ali, realmente não era uma boa opção passear pelas ruas.

Ao pegarmos um táxi minha tia apenas pronunciou estranhas palavras para o motorista - Túnel Caldecott... - Realmente nunca havia ouvido sobre esse túnel, mas pelo menos pude distrair minha mente ao ver a paisagem passar por mim, sentiria tanta falta de nosso rancho em Dallas, mas pelas expressões de minha tia, demoraria muito a voltar para lá.

Enfim nosso destino, mas somente eu quem desci, com apenas as recomendações de minha tia - Siga pelo Túnel de serviço... E estará em seu destino final... - Assim fiquei apenas eu e minha bagagem, prosseguindo perdido, mas não havia nenhum túnel de serviço!

Porém assim que passei para o outro lado do Túnel Caldecott, vi um pequeno Túnel anexo, aquele deveria ser o Túnel de serviço, prossegui pelas margens do rio até encontrar uma ponte, logo que a atravessei, encontrei jovens com armaduras romanas treinando em combate corpo-a-corpo uns contra os outros, parecia que estava em uma guerra antiga, porém um deles ao me ver disse num tom rígido - Seja Bem-vindo ao Acampamento Júpiter! Venha, vou mostrar-lhe o necessário. - Senti apenas uma pesada mão em meus ombros, conduzindo-me em meio aqueles lutadores romanos.





Aleksander 'Alek' Stepankovitch
credits @
avatar
Aleksander Stepankovitch

Mensagens : 6
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : Acampamento Júpiter

Ficha Olimpiana
HP::
100/100  (100/100)
MP::
100/100  (100/100)
Arsenal::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Aleksander Stepankovitch

Mensagem por Afrodite em Qua Jan 08, 2014 5:58 pm




Aprovado.
avatar
Afrodite
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 71
Data de inscrição : 22/09/2012
Localização : ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Ficha Olimpiana
HP::
100/100  (100/100)
MP::
100/100  (100/100)
Arsenal::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum