[FP] Miguel A. Arcanes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Miguel A. Arcanes

Mensagem por Miguel A. Arcanes em Seg Jan 13, 2014 3:12 pm



Ω  Ficha - Semideus  Ω

Nome Completo do Personagem: Miguel Angelo Arcanes.
Nacionalidade & Naturalidade: Espanhol, de Madri
Idade e Data de Nascimento: 8 de Setembro de 1993.
Sexo: Masculino
Orientação Sexual: Homossexual
Características Físicas: 1,89, corpo atlético,cabelos loiros, branco, olhos azuis bem claros.
Características Psicológicas: Admito que gosto de liderar.Sou um pouco mandão, não recebo críticas muito bem, e sou realmente vaidoso.Me irrito com facilidade quando não concordam comigo, e isso acaba provocando alguns desastres, mas não faço isso por mal;apesar de ser levemente... vingativo.Demoro muito a pedir desculpas, por puro orgulho.Só o faço se reconhecer que estou errado, o que dificilmente acontece.Enquanto as demais pessoas correm para não serem atingidas pelos raios, eu os observo fascinado, caindo do céu sem nenhum medo.Sempre adorei tempestades.
Sangue: Romano.
Filiação Luiza Dolores Arcanes ( mãe.)
Irmãos (nomes completos, caso houver. caso não, deixar em branco. ou apagar)---
Sobre eles:A mãe de Miguel é viva e residia em Madri até ele nascer, depois disso se mudou com o filho para os Estados Unidos, para fugir de ameaças.(mortos ou vivos,onde moram etc...)
Parente Olimpiano: Baco.


Historia do Personagem
.

De acordo com minha mãe, tudo começou quando ela voltava de mais um dia comum de trabalho.O ano de 1991 havia acabado de começar; ela era secretária em uma grande empresa espanhola.Como sempre fazia, caminhava olhando para o céu, sonhando, e quase não prestando atenção em nada a sua volta.Dobrou uma esquina, e acabou esbarrando em um homem, que estava trajando uma roupa aparentemente cara, no estilo executivo.

-Desculpe...o senhor está bem? Sou tão desastrada, deixe-me ajudá-lo.
-Está tudo bem...não cheguei a me machucar.Mas a senhorita deveria prestar mais...atenção.

Disse o homem, com um sorriso sedutor no rosto.Seus olhos eram tão azuis, que se fosse possível desenhar um céu nos olhos humanos, nos dele só precisariam das nuvens.Era assim que ela o descrevia.

-Mas mesmo assim, aceite minhas desculpas.Eu realmente não presto atenção quando estou andando.O que eu vou dizer vai parecer tolice, mas...eu...gosto de admirar o céu enquanto caminho.
-Eu entendo...o admiro também, e muito. - Disse o homem, com um certo orgulho na voz.

A conversa com o estranho fluiu tão naturalmente, que parecia que eles já se conheciam há anos.Ela nem estranhou o fato do homem ter esquecido seu rumo, para levá-la até em casa.Parecia estar enfeitiçada.

-Bem...aqui é minha casa.Entre, se quiser...
-Não posso, tenho um compromisso...mas prometo que virei outro dia.

O homem misterioso pegou a mão esquerda de minha mãe delicadamente, a levou até a boca se abaixando um pouco por causa de sua altura, e a beijou.E depois foi embora, olhando para trás ás vezes, e sorrindo.Acenou mais uma vez, e, num momento em que ela se distraiu e olhou em sua direção novamente, ele havia desaparecido.No lugar, uma águia voava já alto, em direção ao céu.
Como havia prometido, ele voltou alguns dias depois.Quando o nome do homem foi perguntado, ele não teve outra saída a não ser dizer quem realmente era.

-Eu...sou Júpiter.
Minha mãe riu, achando que fosse alguma piada.Ninguém se chama Júpiter, a não ser um deus romano e um planeta.
-Seu nome é Júpiter? Ora, vamos, me diga. - Ela se aproximou do rosto dele, e o beijou repentinamente. - Me diga o seu nome.
-Meu nome é Júpiter.Sou um deus.E isso não é brincadeira. - Disse ele, envergonhado mas ao mesmo tempo tentando manter a postura séria, enquanto a segurava pela cintura. - Não há outro meio de explicar há não ser esse.Eu sou um deus.
-Espere... - Minha mãe o soltou, como se Júpiter fosse louco. - Está me dizendo que é um deus? Porque está fazendo isso...? Porque não me diz seu nome de verdade?

Júpiter se sentou em uma cadeira.

Eu já vi essa reação muitas vezes, mas nunca me acostumo com ela...

O homem estendeu a mão na direção de minha mãe, e uma pequena esfera de energia se formou, fazendo com que ela caísse para trás com a mão no peito, assustada.Depois de conseguir acalmá-la, ele contou toda sua história, fazendo-a enfim se convencer de que ele estava falando a verdade.Ela não quis mais vê-lo, mas ela já estava apaixonada.Acabaram juntos, e ela tentou se acostumar com o fato de namorar um imortal, e ainda por cima um deus.Não foi fácil.

Passou-se um ano.Em Dezembro de 1992, minha mãe descobriu que estava grávida.O que foi uma alegria e uma tristeza ao mesmo tempo para Júpiter, pois ele não poderia ficar para me ver crescer.Meu pai cuidou de mim até meus 4 meses, e depois disse que teria que ir embora.Mas disse que sempre estaria por perto, me protegendo.Mas ás vezes acho que não é bem assim.

Em 1998 na escola, quando eu tinha 5 anos, na hora do intervalo minha professora disse que tinha um bilhete que queria que eu entregasse a minha mãe, e por isso deixou somente os outros alunos saírem.Talvez fosse mais uma reclamação pelo fato de eu ser hiperativo, ou não conseguir prestar atenção na aula por muito tempo.
Me lembro disso como se fosse hoje.Nunca mais tive uma infância normal.Aliás, acho que isso seria impossível de qualquer jeito, depois de tudo o que eu enfrentei depois disso.
E então, ela trancou a porta.Sua aparência começou a se desfigurar, e ela foi se transformando aos poucos em alguma coisa que me assustou muito.Presas enormes não paravam de crescer de suas mãos, eram pretas de tão imundas, seus dentes se tornaram presas e estavam igualmente sujas.O cabelo desgrenhou-se e ficou ralo, a pele tornou-se flácida.Os olhos desapareceram.No lugar, ficaram dois buracos com alguma espécie de cartilagem apodrecida, que me revirou o estômago, mas o medo que senti era maior do que isso.

-Há quanto tempo eu não sinto o gosto da carne de um semideus...mas hoje é meu dia...
-O que é você...?

Foram as únicas palavras que saíram da minha boca.
A criatura veio até mim, não exatamente rápido, o que me deu tempo de esquivar, e tentou me morder.No desespero, fui jogando livros, empurrei cadeiras, tudo o que via pela frente.Mas apesar de ser mais forte do que a maioria das crianças, chegou um momento em que eu não aguentava mais correr, e cai no chão, quase cansado.Aquilo veio até mim novamente, empurrando as cadeiras que eu havia jogado.A sala estava destruída.Parecia que ninguém lá fora ouviu o que se passava.
Quanto mais sem saída eu me sentia, mais um sentimento de raiva crescia dentro de mim.Respirei fundo, me levantei e olhei para o monstro que agora corria, com os braços estendidos como se fosse me dilacerar.Uma descarga elétrica entrou pela janela de vidro, quebrando-a e atingindo o monstro em cheio, por uns 4 segundos.Ele caiu, e com o corpo queimado ainda tentava levantar novamente para me atacar, mas se desfez em pó.
Eu caí no chão aliviado, assustado, com a respiração acelerada tentando processar o que havia se passado ali.Minha adorável diretora só apareceu neste momento, e encontrou tudo revirado.Minha mãe foi chamada, e eu fui expulso da escola.
O mais estranho é que minha mãe não brigou comigo.Ela não disse uma palavra no caminho de volta para casa, e parecia estar mais aflita do que com raiva.Como se soubesse que aquilo fosse acontecer.


Chegada ao Acampamento
.


-Então é isso, filho...você é um semideus.E como já diria o seu pai, não há outro modo de eu te explicar isso.É a única verdade.
Minha mãe acabara de me contar sobre o meu nascimento, e tudo o que aconteceu conforme eu fui crescendo.Por isso nós tivemos que nos mudar.
Haviam se passado 7 anos desde o incidente na escola.Estávamos em 2005.Eu estudei em várias outras, durante esse tempo.E em todas, aconteceu o mesmo.Ou eu era expulso, ou era perseguido por alguma entidade sobrenatural, monstros, qualquer coisa desse tipo.Antes que minha paciência se esgotasse, minha mãe acabou por me dizer o que eu era...já era tempo.É claro que eu não acreditei no início, qualquer pessoa em sã consciência faria isso.Mas infelizmente explicava muita coisa.

-E...agora, mãe?
-Agora você vai ter que ir pra um lugar...
-Que lugar?

Os olhos da minha mãe começaram a marejar.

-Você...vai ter que ficar longe por um tempo.Protegido.Tudo isso aconteceu porque você ainda está aqui, na cidade.Existe um acampamento chamado Acampamento Júpiter.

Ela se interrompeu, e depois continuou.

-É...ele leva o nome do seu pai.Escute, querido...eu não posso fazer mais nada.Você só vai estar seguro lá.Me desculpe...

E então ela me abraçou de novo, longamente, e me mandou arrumar minhas coisas pra viagem.
Passei a noite toda pensando, no que seria esse tal acampamento.Se veria minha mãe de novo.E no meu pai;ás vezes, mesmo sabendo da verdade eu duvidava dessa história de ser um semideus.Na verdade, eu achava um absurdo.Eu precisava ver com meus próprios olhos.
No dia seguinte, bem cedo minha mãe me acordou, ainda nervosa como no dia anterior.Aquilo me entristeceu mais ainda.Eu não queria ir.

-Você não vem...? - Disse, enquanto entrava no táxi.
-Não, querido...eu fico.Mas você vai ficar bem.Confie em mim, vai dar tudo certo.Agora vá.

Sai do táxi, e dei um último abraço em minha mãe.Eu já sabia que o acampamento era um lugar de treinamento, mas era desconhecido para mim.Nunca havia ido pra esse lugar.Mas se minha mãe dizia que era para o meu bem...
Entrei de novo no táxi, fechando a porta, e o motorista deu a partida.Olhei para o retrovisor, por precaução, pois não sabia se o motorista também iria se transformar em um monstro.Eu já esperava tudo.
-Pai...será que você pode me ouvir mesmo? - Pensei, olhando o céu pela janela, e a cidade na qual eu passei mais alguns anos de minha vida, e minha mãe ficando para trás.





Última edição por Miguel A. Arcanes em Seg Jan 13, 2014 6:15 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Miguel A. Arcanes

Mensagens : 1
Data de inscrição : 15/12/2012
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Miguel A. Arcanes

Mensagem por Juno em Seg Jan 13, 2014 3:37 pm

Ficha Aprovada, Seja Bem Vindo!
Bela Ficha, Ótima Historia e bom divertimento!
avatar
Juno
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 186
Data de inscrição : 09/09/2012
Idade : 20

Ficha Olimpiana
HP::
10000/10000  (10000/10000)
MP::
10000/10000  (10000/10000)
Arsenal::

Ver perfil do usuário http://the-olympiansworld.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum